ABRIL

06

1858 Após diligências difíceis, consegue que o Núncio autorize que três irmãs do Instituto da da Madre Paris sigam de Espanha para Cuba, e que D. Caixal as receba na sua diocese. Fica à espera da autorização civil.

1861 O deputado Figuerola dirige, no Congresso, duros ataques a Claret, por causa de um cartaz sobre condenados, cuja autoria lhe foi atribuída. Esta perseguição deixa Claret bastante desconcertado.

1862 Oficia, na qualidade de bispo assistente do novo arcebispo de Santiago, D. Calvo e Lope.

NOVA EXPANSÃO (1922-1934)

NA REPÚBLICA DOMINICANA

A diocese de São Domingos orgulha-se justamente de ser a Primaz de toda a América, pois foi nela que se celebrou a primeira Eucaristia, quando Colombo descobriu o Novo Mundo. Era um local onde a Congregação se desejava instalar e isso aconteceu, em 1923, quando se decidiu aceitar a orientação do Seminário diocesano de São Tomás de Aquino, em São Domingos. Juntamente com este encargo, o Arcebispo convidou-nos também para dirigir a igreja adjacente ao antigo convento dominicano e outra paróquia, onde os seis missionários, encarregados do seminário, poderiam exercer o seu ministério. Foi uma tarefa muito honrosa e de suma responsabilidade para a Congregação e, como se tratava do caso de seminários, os Superiores não hesitaram em preencher estas posições com missionários competentes e de grande espírito. Em 1938, foi efetuada a fundação de Porto Plata e, em 1942, a de Altamira. Em 1930, um ciclone destruiu totalmente o Seminário. Para além de outras dificuldades, a reconstrução do seminário exigiu grandes sacrifícios. Em 1946, deixou-se o Seminário, para se tomar conta da igreja de Altagrácia.

JOSÉ VALL

Colega de Ordenação (1803-1876)

Alpens (Barcelona, España). Cursou a carreira eclesiástica, no seminário de Vic. A sua vida pastoral decorreu a cuidar das pequenas aldeias dessa zona. Foi ordenado diácono, a 20 de dezembro de 1834, no mesmo dia que Claret, na igreja da Apresentação dos Carmelitas Descalços, que seria destruída durante a guerra civil espanhola, em 1937. Uma carta deste sacerdote, escrita anos depois, em 1838, é curiosamente a primeira missiva que se conserva, dirigida ao santo Fundador. Reza assim: É a primeira vez que lhe escrevo e quero dizer que não deve regozijar-se com a minha promoção, pois receio que possa constituir mais um descalabro. Mas que Deus tudo abençoe. Nunca mais ouvi falar do meu companheiro, Mons. Jaime (Balmes?), ou de outros; se souber de algo, comunique-mo, por favor. Se dispuser também de intenções de missas suficientes, e sem prejudicar ninguém, agradeço que me envie algumas, pois elas escasseiam por aqui.

O MISSIONÁRIO FORTE E SUAVE

primeira vez que ouvi estas palavras, fiquei muito admirado, por ver o santo Apóstolo chamar diabólica à ciência que não traz doçura nem mansidão. Meu Deus, diabólica!… Sim, é diabólica, pois sei, por experiência, que o zelo amargo constitui uma arma perigosa, ao serviço do demónio. Assim, o sacerdote que trabalha sem mansidão, está a favorecer o diabo, e não a Jesus Cristo. Se prega, afugenta os ouvintes; se confessa, afasta os penitentes; estes confessam-se mal, porque o medo os perturba e os leva a não revelar os pecados. Tenho ouvido muitíssimas confissões gerais de fiéis que ocultaram os pecados, por os confessores os terem repreendido asperamente (Aut 376)

Meu Deus! Concedei-me um zelo nobre e prudente, a fim de fazer tudo fortiter et suaviter: com fortaleza, mas, simultaneamente, com suavidade, mansidão e boas maneiras. Espero proceder prudentemente em tudo e, como tal, lembrar-me que a prudência é uma virtude que o homem possui desde o nascimento, mas que deve ser cultivada através do estudo, fortalecida com a idade, iluminada pelo convívio de pessoas sábias e amadurecida com a experiência dos acontecimentos (Aut 383).

PARA REFLEXÃO PESSOAL

  • O teu zelo missionário é discreto e prudente, ou impulsivo e amargo?
  • Estás consciente de que já afastaste alguém da Igreja ou até da fé, por causa de um zelo mal entendido?
  • Esforças-te para que a mansidão permeie de amor paciente o teu zelo missionário?
  • Achas que possuis um estilo não violento, na linguagem e no relacionamento com os outros? Que podes fazer mais, para melhorares, nesse campo?
“Quando Deus Pai perdoa, recria e renova, grava e aviva as suas feições no coração de cada filho” (Anónimo).

 

Pin It on Pinterest

Share This